Como incentivar o seu filho a gostar de escrever

As crianças costumam entrar em contato com as palavras antes mesmo de frequentarem o ensino formal. Os pais são, geralmente, os primeiros a apresentarem o universo das letras para os filhos, e esse primeiro contato deve ser sempre prazeroso. Esse incentivo é uma excelente base para o trabalho que será desenvolvido na escola.

Após o período da alfabetização, o estímulo à escrita deve continuar em casa. De acordo com Silmara Carina Munhoz, doutora em psicologia e professora da Faculdade de Educação da UnB (Universidade de Brasília), a escrita deve fazer parte da rotina da criança. Sonia Maria Sellin Bordin, fonoaudióloga, doutorada pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), chama a atenção para a importância de respeitar o ritmo da criança nesse momento de aprendizado: “Não é saudável a ansiedade de ver o filho escrevendo precocemente”, afirma.

As duas especialistas dão algumas dicas de como despertar nos filhos o gosto pela escrita no dia a dia:

*Tenha um real envolvimento com a escrita e demonstre isso para o seu filho no dia a dia.
*Tenha o hábito da leitura e chame o seu filho para participar.
*A escrita é repleta de regras, por isso, crie um ambiente no qual as regras são seguidas.
*Mantenha lápis e papel ao alcance de todos.
*Escreva bilhetes de boa noite ao seu filho ou façam a lista de compras juntos.
*Promova jogos e outras atividades com escrita.
*Mostre que tem interesse em ver as produções escritas de seu filho.
*Dê importância à legibilidade da letra; capricho em excesso não é necessário.
*Continue a motivar a produção escrita em casa, mesmo depois que o seu filho já esteja alfabetizado.


Fonte: Educar para Crescer