Saiba o que fazer quando os professores do seu filho acumulam faltas

Assim como acontece com os alunos, os professores também têm imprevistos que os forçam a faltar às aulas. Mas, quando as faltas ultrapassam certo limite, os pais devem ficar de olho para que os seus filhos não sejam prejudicados. Para que esse problema seja evitado, a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo dá bônus aos professores que cumprem a carga horária de, no mínimo, 244 dias por ano. Aos professores assíduos, o Programa de Valorização pelo Mérito gratifica os educadores com uma ascensão salarial de 10,5% sobre o salário-base.

Algumas informações são importantes para que os pais acompanhem de perto frequência dos professores na escola de seus filhos:

  • Caso algum professor falte, todo o conteúdo que deveria ter sido visto em sala deve ser reposto dentro do calendário escolar.

  • Se a falta do professor for por motivo de descontentamento em relação ao trabalho, o recomendável é que a escola faça o seu desligamento em qualquer época do ano.

  • Os pais que perceberem que o aprendizado de seus filhos está sendo prejudicado pela falta do professor devem comunicar o problema à direção o mais rápido possível.

  • O ideal seria que cada escola tivesse um quadro de professores disponíveis para a substituição. Mas, se isso não é possível na escola do seu filho, exija que o conteúdo seja reposto rapidamente.

  • Se, mesmo depois de tentarem resolver os problemas referentes às faltas dos professores com a escola, o que está na lei não for cumprido, os pais podem encaminhar o problema à Secretaria da Educação de sua cidade ou na Promotoria Pública.

Fonte: Educar para Crescer