Quero desconto

Vamos aprender com figurinhas?

Você, professor, provavelmente deve ter visto, nos últimos dias, centenas de figurinhas passando de mão em mão entre os alunos, não é mesmo? Que bom! É que, desde que não atrapalhe o rendimento das aulas, a troca de figurinhas do álbum da copa traz inúmeros benefícios para o desenvolvimento social e cognitivo das crianças.

E mesmo que a atividade pareça simples, para preencher o álbum de figurinhas a criança precisa desenvolver um método de organização. Por isso, de acordo com Ana Cássia Maturano, psicóloga, psicopedagoga e autora do blog Dicas para pais e filhos, do portal G1, a troca de figurinhas estimula no aluno habilidades que vão desde o rápido raciocínio matemático até o bom desenvolvimento da argumentação. “A criança precisa ter conhecimento prévio de suas figurinhas e, para isso, terá que organizá-las numericamente e negociá-las com os colegas para conseguir as que ainda não tem”, afirma. “Com a brincadeira, ela aprende a ouvir, ponderar e fazer propostas, sendo que, várias vezes, poderá não conseguir a figurinha desejada, aprendendo a lidar com o sentimento de frustração”.

Com tantas vantagens para o aprendizado, a especialista incentiva até mesmo que escolas e professores se aproveitem dessa brincadeira para usar nos planos das aulas. “As escolas podem ter um álbum em sala de aula e preenchê-lo apenas com as figurinhas repetidas disponibilizadas pelas famílias dos alunos. Ou podem sugerir uma ‘vaquinha’ para a compra de figurinhas, estimulando nas crianças habilidades para lidar com o dinheiro e, automaticamente, ensiná-las conceitos matemáticos e financeiros”, sugere Ana Cássia.

Aulas de geografia e história também podem ser incrementadas com o álbum. Para Renata Ferreira, pedagoga e professora do Colégio Nossa Senhora do Morumbi, em São Paulo (SP), partindo das figurinhas, o professor pode explorar os países de cada jogador, ensinando nomes de capitais com o auxílio de um mapa-múndi, mostrando as diversidades culturais e a história de cada país. “Com as figurinhas, o professor perceberá as principais curiosidades dos alunos sobre cada país e também sobre o Brasil, fazendo das aulas um momento prazeroso”, explica Renata. “Sem contar o sentimento de patriotismo que uma competição como essa pode desenvolver nos alunos, que, por meio do conhecimento da nossa cultura e história, perceberão que fazem parte de uma pátria, entendendo melhor a sociedade em que vivemos”.